Carro alagado: o que fazer?

Carro alagado: o que fazer?

O verão está chegando e, com isso, a temporada de chuvas também. Temporada que pode ser um risco para os paulistanos, afinal os alagamentos são extremamente comuns nessa época do ano. Afinal, o que fazer com o carro alagado?

Pensando nisso, nós da GRVPPE CAR, separamos algumas dicas sobre o que fazer em caso de ser pego de surpresa em uma enchente!

O que fazer em caso de alagamento?

A primeira dica é, se puder dar meia-volta e evitar a área, o faça. Especialmente se não conhecer a via, por conta de buracos e outros obstáculos que podem estar encobertos pela água. Desse jeito evita-se dor de cabeça, mesmo que tenha que esperar algumas horas para a água baixar ou fazer um trajeto mais longo e demorado ao seu destino.

Caso não seja possível, atente-se ao volume da água. O limite máximo para conseguir atravessar uma zona alagada sem causar grandes problemas é, no máximo, até a metade da roda.

Durante a travessia

Use a primeira marcha, dose o pé na embreagem para que o carro não peça a segunda. Se o carro morrer, nunca tente dar partida dentro d´água, pois o motor pode aspirá-la, causando danos.

Também é importante não entrar na água em alta velocidade, pois isso pode formar uma onda na frente do veículo, que por sua vez pode invadir a entrada do motor e resultar em calço hidráulico .

Se a água estiver subindo muito rápido:

  • Procure um local mais alto;
  • Desligue o veículo;
  • Saia do carro e procure um local seguro para se abrigar.

O que fazer após lidar com um alagamento

É possível recuperar todos os veículos que estiveram em alagamentos. No entanto, o que decide a perda total (conserto de 75% do valor do veículo) ou não, é a disponibilidade e vontade de gastar com reparos, caso sejam necessários.

É válido lembrar que, quanto mais componentes eletrônicos no alcance da água, maior pode ser o preço do reparo. Portanto, é importante medir até que ponto a água alcançou e estar ciente de quais módulos eletrônicos são essenciais para o funcionamento do veículo.

Os casos mais simples de carros alagados são aqueles nos quais a água entra e só encharca o assoalho; já os mais complexos, os motores são atingidos em funcionamento ao tentar atravessar a área alagada – especialmente em alta velocidade.

Algumas atitudes importantes:

  • Se tiver seguro, ligue para a operadora e avise do acontecido. A maioria delas cobre esse tipo de problema.
  • Leve o veículo para o mecânico o mais rápido possível, quanto mais demorar, mais caro ficará o conserto, caso ele seja necessário – tanto para carros novos ou antigos.

A limpeza e check-up

Se a parte elétrica foi atingida, é necessário um cuidado maior, pois é preciso trocar cabos de toda a área atingida para evitar curtos, oxidações e problemas de contato. Ademais, é importante levar o carro para ser analisado, mesmo que acredite que nada foi afetado.

Um check-up no motor e no câmbio é extremamente importante, pois as consequências de uma enchente podem aparecer mais tarde.

A limpeza de um veículo atingido por um alagamento deve ocorrer em um local especializado e pode demorar entre uma semana a um mês dependendo da gravidade, pois, além do mau-cheiro, a água de enchentes pode conter diversos causadores de doenças.

O processo consiste em:

  • Retirada de todas as partes desmontáveis do interior do veículo (desde tapetes até os bancos);
  • Após a retirada dos carpetes, é necessário realizar uma lavagem profunda utilizando produtos que combatem germes, bactérias e mofo;
  • É necessária a substituição do feltro que vai sob o tapete/carpete do veículo;
  • Avaliação de toda a parte elétrica e realização dos reparos necessários.

Enfrentar uma enchente não é fácil, mas a GRVPPE CAR está capacitada para cuidar do seu automóvel da melhor maneira possível sem que você precise se preocupar.

Clique aqui ou ligue para (11) 98743-2600 para agendar um horário e saber mais!

One Comment
Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *